Sou produtor artesanal e quero começar a vender minhas peças nas redes sociais.
O que fazer? Por onde começar?


Aqui vamos listar alguns passos que consideramos importantes para este começo, com algumas dicas valiosas!
Se você está saindo do zero, podemos dizer que irá passar pelos seguintes passos:

1. Produção dos itens

Esta parte você já sabe tudo, não temos o que acrescentar :p

2. Fotografe seus produtos

Após a confecção ou produção de seus produtos, o primeiro passo é fotografar suas peças. Não importa se você produz peças de moda, decoração, gastronomia ou papelaria, você vai precisar de fotos bacanas para se destacar. Nós já fizemos um outro post com dicas de como fotografar.

É essencial que você dedique tempo às suas fotos, pois são as fotos que venderão seus produtos. Não se preocupe, não é necessário ter uma super câmera, você pode fazer tudo com o seu aparelho de celular. Se você tiver uma boa câmera, suas fotos poderão ter uma qualidade ainda melhor, mas não é necessário investir nisto logo de cara.

3. Inventário / estoque

Mesmo no começo, você precisa ter um controle básico de tudo que produziu. Faça uma lista (no word ou excel) de cada peça produzida, anote quanto você gastou para produzi-la e o preço final de venda. Se a peça não está em suas mãos (deixou em uma loja ou com alguém para vender, por exemplo), anote lá também.

4. Crie uma página no Instagram e no Facebook para sua marca

Com o Instagram você atingirá mais pessoas, porém o Facebook te permitirá postar conteúdos maiores, textos e links que o Instagram não deixa.  Por isso é importante manter as duas páginas!

Indicamos criar uma conta comercial no Instagram (linkada à uma conta no Facebook), para que você possa verificar as estatísticas de acessos eu sua página. O Instagram vai te informar dados como de onde são seus seguidores (cidade e país), gênero e faixa etária.

Algumas dicas para criar sua página no Instagram:

  • Procure evitar um nome muito grande ao criar sua conta. Ex: @bolosdaterezajoaopessoa
  • A biografia do Instagram tem limite de 150 caracteres (um texto muito pequeno!) Por isso, procure ser bem objetivo na sua descrição. As informações mais importantes são: o que você produz, de onde você é e como você vende. Exemplo: @casavioleta  – Casa Violeta – Peças para a casa e acessórios femininos em crochê com fio de malha. Produzido no Rio de Janeiro. Encomendas: direct, Whatsapp e e-mail
  • Foto do perfil: Use seu logo. Se você ainda não tiver um logotipo, pode usar melhor foto que tiver de um dos seus produtos.

5. Comece a postar suas fotos

Com suas fotos prontas, e a página criada, é hora de posta-las!  Lembre-se de escolher suas melhores fotos para postar em suas redes sociais. Nas legendas, procure passar informações úteis e objetivas sobre o produto. Não se esqueça de usar as hashtags com as técnicas ou o nome dos produtos, assim mais pessoas podem te encontrar!

6. Comece a se comunicar com seus futuros clientes

Responda todos os comentários que receber, tanto no Facebook como Instagram. Atenção, no Instagram as mensagens diretas ficam um pouco escondidas, pois você só receberá uma notificação de mensagem de pessoas que você seguir. Isto significa que se chegar uma mensagem de alguém que você não segue (um cliente, por exemplo), a mensagem ficará bloqueada como uma “solicitação” e você vai precisar clicar na solicitação e aceitar a mensagem. Por isso, é muito importante checar as mensagens diariamente, para não perder contatos e vendas!

Estas são dicas para o início de tudo, que poderão te guiar. Mais para frente, falaremos mais detalhadamente sobre cada um destes itens. Esperamos ter ajudado!

Por Craft Brasil

 

Compartilhar: